Tipos de Câmara Fotográfica

Para quem está a dar os primeiros passos na fotografia digital, é normal fazerem perguntas sobre qual a melhor máquina, modelo, e porquê. Para simplificar a vida aos jovens fotógrafos que ainda não conseguem distinguir entre elas, fica aqui um pequeno resumo, e como as poderão distinguir, e quais as vantagens e desvantagens de cada uma.

Câmara Digital

A câmara digital simples, também conhecida por máquina de férias ou point & shoot, é o tipo de máquina mais usual hoje em dia. São máquinas simples, pequenas e de baixo custo.

Vantagens:
– Preço acessível
– Muito leves
– Fáceis de usar

Desvantagens:
– Funções limitadas
– Pouca ou nenhuma capacidade de expansão (com adaptadores, etc.)
– Qualidade de imagem reduzida

Câmara Digital Híbrida

02 hibrida

O que é uma câmara híbrida? Podemos pegar no conteúdo de uma máquina digital, colocá-lo num corpo maior, e adicionar algumas funções, e temos uma fusão de uma câmara digital com uma SLR (ver tipo de câmera mais abaixo).

Vantagens:
– Corpo mais robusto
– Reduzidas dimensões
– Peso pouco significativo
– Funções extra comparando com as máquinas digitais
– Capacidade de adaptar acessórios (anéis para usar filtros, etc.)

Desvantagens:
– A lente não é amovível
– Apesar das funções extra, poderá ser limitativa para utilizadores mais criativos

Câmara SLR

03 SLR

A câmara SLR é a máquina típica dos fotógrafos amadores e profissionais. Existem SLRs mais simples para os entusiastas, e outras mais avançadas para os profissionais. Estas máquinas permitem uma grande personalização, pois a lente é removível. A chamada Objectiva, é o elemento-chave que dita a qualidade da fotografia tirada por uma máquina SLR, ainda que a própria câmara possa ter funcionalidade acrescida e imensas opções técnicas para controlo da fotografia.

Vantagens:
– Corpo robusto; alguns modelos são estanques (resistentes à chuva e poeiras)
– Objectiva amovível
– Opções e controlos variados
– Sapatas para adaptação de flash e outros acessórios
– Tomadas para ligação de diversos extras, como cabo disparador (our por wireless), etc.

Desvantagens:
– Mais dispendiosas
– Mais pesadas
– Curva de aprendizagem maior

Câmara SLT

04 SLT

Uma câmara SLT é, em tudo semelhante a uma SLR. Enquanto que a típica SLR é baseada num espelho rotativo no momento do disparo, esse espelho não se mexe numa máquina SLT. Na SLR, a luz necessária para a fotografia chega ao sensor enquanto o espelho está levantado durante o tempo de exposição. Na SLT, o espelho é transparente, deixando assim passar a luz. A vantagem óbvia é o desgaste do mecanismo do espelho, que não existe. Por outro lado, essa característica permite à câmara captar fotografias a um ritmo muito mais rápido.

Vantagens:
– Captura de fotografias muito mais rápida
– Melhor tempo de resposta
– Menor desgaste do espelho

Desvantagens:
– Câmaras ligeiramente mais dispendiosas, mas com diferenças pouco significativas
– O corpo robusto original das SLR poderá ser pesado comparando com as máquinas Mirrorless (ver abaixo)

Câmara Mirrorless (ou CSC)

05 CSC

Depois das câmaras SLR evoluírem para as SLT, houve outro salto, agora que o espelho não era mais essencial: a remoção desse elemento. Agora, as máquinas Mirrorless, também conhecidas por CSC, acabam por ser as novas híbridas. São modelos altamente complexos e avançados, embutidos em corpos de dimensão e peso reduzidos. Com a vantagem de permitirem a troca de objectivas. Este tipo de câmara capta a luz directamente para o sensor sem espelhos translúcidos pelo meio, permitindo assim uma captura de imagem ainda mais rápida que as SLT. Outra característica importante é a capacidade de expansabilidade mediante o uso de adaptadores que permitem usar objectivas de outros fabricantes. Como a distância entre a objectiva e o sensor foi reduzida com a remoção do espelho, esse espaço pode ser preenchido com um adaptador para outros tipos de objectivas sem perda de qualidade de imagem.

Vantagens:
– Câmaras leves
– Pequenas dimensões, prática para levar à semelhança de uma câmara digital simples
– Capacidade de usar objectivas de outros fabricantes sem perda de qualidade
– Captura de fotografias mais rápida que uma SLT

Desvantagens:
– Dispendiosas
– Poderão ser frágeis para quem procura uma alternativa robusta para fotografar em ambientes extremos

E assim acabei de resumir alguns dos tipos de câmara mais usuais nos dias de hoje. Óbvio que existem ainda muitos mais tipos de câmara (analógicas, polaroids, etc.), mas quis limitar-me às mais simples de explicar a utilizadores que procurem uma escolha pela primeira vez. Notem que usei apenas exemplos do fabricante Sony, pois é aquele com quem tenho melhor experiência e conhecimento das suas câmaras; outros fabricantes começam a ter câmaras semelhantes de diversos tipos, mas não estou familiarizado com os seus modelos nem as suas características técnicas. A teoria será a mesma, independente do fabricante.

Espero que este pequeno guia seja esclarecedor. Qualquer dúvida que tenham, não hesitem em comentar ou enviar através de mensagem privada / email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *