Edição 4.0 – Fotografia Urbex

Agora trago algumas dicas para melhorarem as vossas fotografias de locais abandonados. Irei usar o Lightroom, mas poderão companhar os mesmos passos na janela Camera RAW a partir do Photoshop e usarem os Separadores, em vez dos Painéis.

Editar fotografias de Urbex não tem muito de diferente, mas e se quiserem dar um ar assombroso e tenebroso a um edifício aparentemente vulgar? Vamos por partes.

Primeiro, a fotografia que escolhermos tem de ter uma boa perspectiva e ângulo sob o edifício, pois há coisas que não é possível corrigir na pós-produção. Depois, a luminosidade ambiente não convém ser muito forte. Uma luz ambiente mínima é suficiente para termos uma boa definição, mas também é possível pegarmos numa fotografia escura e com grão e torná-la assustadora. Posto isto, escolham a foto que gostariam de transformar em algo digno de sair de um filme de terror e vamos começar…

A fotografia que vou usar é muito normal e não tem nenhum aspecto de destaque. Apenas um edifício com alguma vegetação.

O primeiro passo vai ser no painel Basic. Ajusto as Highlights para o mínimo e as Shadows para o máximo. Se estes valores não ficarem bem na vossa fotografia, ajustem-nos, mas apenas depois de ajustarem os Whites e Blacks.

Estes dois, ajustamos com a ajuda da tecla ALT premida enquanto arrastamos o valor. Ajustamos os Whites até vermos apenas algumas áreas brancas no ecrã negro que surge. E ajustamos os Blacks até surgirem algumas áreas negras no ecrã branco. Pessoalmente, deixo mais áreas negras mais fortes que as brancas, para este tipo de fotografia.

Agora vêm duas alterações distintas que vão mudar bastante o visual para algo mais decrépito. Ajusto a temperatura da cor para algo mais quente; se quiserem, experimentem algo mais frio. Escolhi o preset Shade, mas podem explorar as várias opções no White Balance e escolham a que gostam mais. Depois ajustei o Contrast para +10 para reforçar os contrastes. E finalmente, a Clarity para um valor substancial (mas não precisa de ser o máximo para não exagerarmos). A Vibrance e a Saturation movo-as em direcções opostas para realçar as zonas de mais cor apenas; todas as áreas com pouca cor vão ficar quase em tons de cinza, o que por si só já contribui para o aspecto menos alegre…

Agora um pequeno ajuste no painel seguinte, Tone Curve. Ajustei a Point Curve para o preset Strong Contrast. Isto vai reforçar os negros e destacar as áreas mais claras. Se acharem que não favorece a vossa foto, passem ao passo seguinte.

No caso da minha foto, existem umas manchas cor de laranja. Deixei a cor nos ajustes iniciais, porque tive outra ideia para elas. Vou transformar este tom alaranjado num vermelho macabro… No painel HSL, ajusto apenas os sliders da cor laranja de forma a transformar esta cor em vermelho. O Hue controla a tonalidade e transforma a cor numa outra, a Saturation aumenta a intensidade da cor e a Luminance ajusta a claridade. Estes controlos só vão alterar os pixéis com a cor correspondente, pelo que podemos usar estes painéis para ajustes bastante criativos. Se quiserem desfazer os ajustes e voltar à estaca zero, basta premirem a tecla ALT, e clicar nos links Reset … que surgem em cada área de ajuste. Se não tiverem nenhum ajuste de cor a fazer na vossa foto, passem à próxima fase.

No painel Detail, vou apenas ajustar um pouco o Amount na secção Sharpening. Isto vai tornar algumas arestas mais vivas.

Agora vou adicionar um pouco de grão. Não confundir com o grão natural que surge com um ISO muito alto ou em fotografias tiradas de noite. Este grão é homogéneo, ajustável e propositado. Não verão muita diferença aqui na imagem, mas poderão sempre fazer zoom na vossa foto para ver o efeito real. Isto é feito no painel Effects, secção Grain. Cuidado para não causarem um grão em excesso, pois não queremos estragar a foto, mas sim dar um ar mais cinematográfico e antigo. Coloquei o Amount quase no máximo, o Size a 0 e Roughness também com um valor alto. Adiciono também o Post-Crop Vignetting para direccionar o olhar para o centro da foto. Um valor ligeiramente negativo é suficiente. Mais uma vez, caso estes valores não se adaptem à vossa foto, experimentem várias combinações até ficar bem.

Existe uma planta colorida no lado direito na minha foto que eu não pretendo. Vou removê-la com a ferramenta Spot Removal (Q). Basta arrastar com a brush em cima da zona a corrigir, e o Lightroom automaticamente vai buscar uma área semelhante em cor e textura. Não resultou na minha foto, então fui buscar a área sugerida e arrastei-a para uma outra zona mais abaixo no arbusto. Como é uma zona escura, eventuais defeitos de união não ficam visíveis. Certifiquem-se que estão a usar o modo Heal (no canto superior direito do painel). Se a área sugerida pelo Lightroom tiver ido parar fora do ecrã, mantenham a Barra de Espaço premida enquanto arrastam a imagem com o clique esquerdo do rato para a irem buscar para uma área mais adequada.

Agora sim, tenho a fotografia pronta para exportar.

Comentem, partilhem e experimentem!