Fotografar em Eventos

No mundo da fotografia dos dias de hoje temos inúmeras possibilidades e oportunidades para aprendermos a fotografar, desde os princípios básicos às técnicas mais avançadas, passando por experiências práticas no terreno, em estúdio, e nos mais variados cenários. Recomendo a leitura de livros, tutoriais na internet, e até agendarem sessões fotográficas com amigos para praticarem e explorarem as opções do vosso equipamento. Contudo, quando fotografarem em eventos, irão encontrar pessoas de todos os quadrantes e experiências no ramo, pelo que recomendo levarem convosco algumas dicas e princípios fotográficos e éticos, para que sejam bem sucedidos sem interromperem o trabalho dos colegas fotógrafos. Nem todos no evento serão vossos amigos e complacentes com pequenos pormenores capazes de irritar alguns fotógrafos mais egocêntricos.

As dicas que vou descrever seguidamente são inspiradas nos eventos fotográficos onde, para cada modelo, existe uma média de 2 ou 3 fotógrafos. Poderão existir eventos com mais fotógrafos por modelo, mas esses serão uma confusão e não os recomendo… (excepto workshops de 1 modelo com diversos fotógrafos onde cada um poderá fotografar à vez e de forma controlada).

Dicas para fotografar em eventos:

1. Não faças aos outros o que não queres que te façam a ti. Esta é a primeira e a principal dica.

2. Antes do dia do evento, pode ser boa ideia fazerem uma lista de todas as modelos, com nomes, com fotografia (ou ambos, que é melhor), para que possam manter um registo e controlo próprios. Caso sejam muitas modelos, assim sabem quem já fotografaram, e quem falta fotografar. Dependendo de quem organiza o evento, poderá ou não, ser fornecida esta lista. Se levarem uma lista de casa, certificam-se que não falta.

3. Se vão fotografar num espaço com uma modelo a pouca distância da vossa objectiva, tenham em consideração os ângulos dos fotógrafos que vos rodeiam. Vocês irão aparecer na foto de outra pessoa? Observem, perguntem, e depois posicionem-se.

4. Usam flash fora da máquina – em tripé ou solto? Certifiquem-se que o mesmo não atrapalha outros fotógrafos. O flash pode aparecer na foto, o tripé pode causar uma sombra, etc. Observem, testem, e depois fotografem. Caso usem flash montado na máquina, lembrem-se que o volume do mesmo poderá aparecer à frente do fotógrafo que está mesmo ao vosso lado, ou até disparar na direcção do olhar de quem está imediatamente ao vosso lado. Não queiram cegar ninguém… Da mesma forma, olhem para o local onde se vão posicionar, não tapem a iluminação dos outros que foi colocada antes de vocês chegarem.

5. Existe uma modelo que precisam de fotografar mas ela está rodeada por demasiadas pessoas? Têm duas opções: aguardam que a modelo fique livre ou vão fotografar outra/o. Se insistirem em fotografar a modelo nesse momento, só vão contribuir para a pequena confusão aí gerada. Às vezes é preferível aguardarem um pouco e terão a oportunidade, quem sabe até sozinhos e com todo o espaço e iluminação adequados.

6. Em eventos, é normal haver repetições. É garantido que vários fotógrafos irão eventualmente fotografar a mesma modelo, ou modelos diferentes, no mesmo local, apenas com algumas nuances. Esqueçam a ideia de exclusividade. Num evento com uma relação de 3 fotógrafos para 1 modelo, o cenário é de todos, e é importante haver respeito mútuo para que todos tenhamos as mesmas oportunidades de fotografar. Alguém se lembrou de colocar uma modelo em cima de um muro? Qualquer outra pessoa poderia lembrar-se do mesmo. Se pretendem fotografias exclusivas e inéditas, recomendo fortemente agendarem uma sessão fotográfica particular, onde mais ninguém irá atrapalhar nem copiar as poses e cenário. Portanto, não sejam egoístas nem snobs, e deixem os outros fotógrafos tirarem partido das ideias que acabaram de ter no local. Certamente vocês também irão fotografar outras modelos dirigidas por outros fotógrafos sem que ninguém vos aponte o dedo.

7. Alguns fotógrafos gostam de usar reflectores para iluminação. Enquanto não são maus de todo, têm uma característica – seja ela boa ou má, isso depende de cada um – perante os flashes: eles iluminam a modelo de forma constante, e eventualmente podem causar sombras fortes que irão afectar as fotografias de todos os outros; coisa que o flash do fotógrafo do lado pretende evitar. Para que não entrem em conflito com ninguém, poderá ser uma boa prática perguntarem primeiro se podem usar o reflector. Caso alguém precise de fotografar com flash lateral / fora da máquina, podem sempre guardar o reflector, ou fotografar outra modelo e voltar mais tarde.

8. No momento de publicar as fotografias, é normal haver algumas regras para identificação dos parceiros, modelos, maquilhadoras, locais, etc. Usem a ficha ou texto-base fornecido por quem organizou o evento, e respeitem sempre os princípios éticos da fotografia. Caso alguma modelo (ou estilista, maquilhadora, …) não se sinta confortável com uma determinada fotografia, é de boa índole não a publicarem. Poderão fazê-lo, mas poderão estar a denegrir a imagem das pessoas envolvidas e causar alguma hostilidade na pior das hipóteses.

9. No fundo, o importante é divertirem-se, aprenderem, e levarem para casa um bom portfólio e experiência. Caso já sejam experientes, lembrem-se que existem muitos fotógrafos que estão a dar os primeiros passos em fotografia de modelos, e é importante haver o respeito mútuo. Quer da parte dos mais novatos, quer dos mais experientes e até mesmo profissionais.

Dedico estas dicas a todos os meus colegas e amigos fotógrafos com quem já socializei e aprendi nos mais diversos eventos.

Caso tenham mais alguma dica, por favor entrem em contacto para que os possa adicionar a esta pequena lista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *