Desmontar uma Objectiva

A fotografia pode ser uma área extremamente interessante, mas também dispendiosa. As câmaras e objectivas são equipamentos caros e robustos, mas requerem alguma manutenção para estarem em boas condições. Existem kits de limpeza, blowers, pincéis e até escovas específicas para limpar os sensores das câmaras e líquidos de limpeza para o vidro das objectivas. Existe todo um reportório completo para a manutenção essencialmente externa dos mecanismos, e o seu uso deverá prolongar a longevidade de todo o equipamento.

Voltando-me especificamente para as objectivas, o que devemos fazer quando nos deparamos com sujidades e poeiras no seu interior? A primeira recomendação sem vacilar será levar o material a um especialista em electrónica e casas onde se reparem câmaras, objectivas e demais equipamentos fotográficos. Contudo, caso tenham algum à vontade em desmontar e montar objectos particularmente complexos, podem aventurar-se a desmontar uma objectiva em casa com alguma paciência e dedicação.

Atenção: as indicações seguintes estão orientadas para uma simples limpeza das poeiras em objectivas, e não para a reparação de circuitos ou micro-componentes electrónicos. Esses, recomendo fortemente levarem a uma casa para reparação ou entrem em contacto com um especialista em electrónica. Em qualquer caso, desmontem o vosso equipamento por iniciativa própria cientes do risco. Não poderei ser responsável se algo correr mal…

Actualmente, possuo 3 objectivas principais:
18-55mm, 50mm, 75-300mm

Destas objectivas, duas delas estavam até há pouco tempo a precisar de uma limpeza interna, pois apresentavam já muitas poeiras entre os blocos de vidro que compoem a lente. Irei começar pela objectiva de 50mm com algumas indicações genéricas. Acompanhem e tenham em conta que cada fabricante poderá colocar os parafusos e encaixes em locais diferentes. Os princípios, são sempre idênticos.

Algumas objectivas têm dois pontos de remoção da tampa localizada na frente, sem qualquer parafuso visível. Nesse caso, irão precisar de uma pinça especial para objectivas. Encaixem as pinças nos pontos indicados e rodem a tampa. No caso da minha, não teve de ser em nenhum sentido específico, pois não havia uma rosca a limitar o movimento.

Após extraírem a primeira tampa, poderão ver os primeiros parafusos inicialmente ocultos. Removam-nos e guardem-nos religiosamente, de preferência, por ordem e em linha recta, para mais tarde fazerem o percurso inverso ao montar a objectiva. No caso da minha, a tampa ocultava também 2 pequenos filamentos de fita bi-adesiva forte para a manter no lugar. Podemos usar umas gotas minúsculas de super cola ou uma fita adesiva de dupla face 3M ou similar para colocar a tampa novamente no local.

Seguidamente, poderão ter mais um trio de parafusos para separar um dos blocos de vidro do restante suporte. No meu caso, bastou chegar até aqui para limpar as duas lentes com um pano de microfibras.

ATENÇÃO: Muito cuidado com as lâminas do diafragma que são sensíveis e extremamente complicadas de colocar novamente no sítio, caso se aventurem mais.
NÃO desmontem este bloco a partir deste ponto!

Agora, resta-me desmontar a traseira da lente para limpar outros mecanismos, como as rodas dentadas que permitem o foco automático ou zoom (em objectivas zoom). Removam os 3 ou 4 parafusos principais na base e separem a tampa com cuidado. Deverão ter uma fita de contactos electrónicos presa a um micro-slot na placa de circuitos, e também uma calha comprida que encaixa de forma folgada num pin que gira o diafragma. Desviem ligeiramente a tampa e a calha deverá soltar-se do pin. Depois, é só levantarem o aperto do slot e a fita de contactos solta-se. Nestas fotografias tiradas noutra fase, ainda tinha o bloco das lentes inserido; no caso desta objectiva, poderia desmontar qualquer uma das partes antes ou depois da outra. Observem bem a vossa objectiva, pois algumas têm uma ordem específica para serem desmontadas e montadas.

E assim fico com todas as peças soltas. Neste momento, poderei limpar todas com um pano de microfibras e até usar algum líquido de limpeza se for necessário excepto, claro, nas peças com circuitos e filamentos de cobre. 

O processo de montagem será o inverso do que foi feito. Deixo agora o procedimento semelhante em fotografias, mas com a objectiva 18-55mm, para a limpeza das áreas circundantes ao motor de foco.

Para todas as objectivas, sem excepção: memorizem bem a posição em que estavam os vários anéis de foco / zoom antes destes serem removidos. Normalmente, ao montar tudo de novo, estes componentes apenas entram numa posição. Dado que o tambor e a objectiva são redondos, pode ser complicado adivinhar a posição certa. Usem pontos de referência, parafusos, ou o texto impresso nas peças exteriores. Um bom método é fotografar ou mesmo filmar todo o procedimento, mesmo que seja apenas para arquivo, pois o processo fica registado e facilmente poderão verificar pormenores que não repararam antes de começar a desmontar.

Espero que tenha ajudado na manutenção das vossas objectivas, e nunca é demais recomendar cautela ao desmontarem peças electrónicas de grande complexidade. Volto a mencionar que estas dicas estão orientadas para uma limpeza simples, e não para reparações complexas de nível electrónico. Toda e qualquer reparação deverá ser realizada em agentes especializados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *